Avaliação de competências de literacia mediática: o caso português

avaliacao

O que são e como se avaliam as competências de literacia mediática dos indivíduos? O que tem sido feito em Portugal em matéria de avaliação deste tipo de competências? Este artigo reflete sobre estas questões e revela o caso português: pouco explorado, limitado, mas em notável crescimento. Aqui se apresentam os estudos portugueses de avaliação de competências de literacia mediática mais significativos, as suas metodologias e principais conclusões. Uma nota curiosa: todos foram desenvolvidos na última década.

Download

Fonte.

Publicado em Educação, Literacia | Etiquetas | Publicar um comentário

O livro eletrónico em Portugal : a atitude editorial

ebook.jpg

 

Souza, A. J. d. J. d. [eBook] El E-libro en Portugal – Actitud Editorial. Lisboa, ISG, 2015.

 

 

 

 

 

Atualmente, vivemos na chamada Era do Conhecimento impulsionada pelo desenvolvimento das tecnologias e, em especial, da internet.

As pessoas e empresas vivem, assim, num mundo onde a informação é acessível de forma rápida e em qualquer momento, o que veio criar a nível empresarial um mercado mais competitivo.

O mercado editorial tem-se deparado nos últimos anos com rápidas mudanças, em grande parte, devido à proliferação das novas tecnologias da informação e da comunicação e, nomeadamente, graças ao uso da internet, com o consequente desenvolvimento da era digital.

Desta forma, as editoras deparam-se com questões relacionadas com o impacto deste novo suporte na continuidade do livro impresso, a definição do quanto este novo “produto” vale efetivamente e como garantir a proteção aos direitos autor em ambiente ainda inseguro como a Internet.

Assim, verificamos que o desafio das editoras é grande e que importa entender de que formas as mesmas estão a reagir a estes novos cenários que se caraterizam por mutações constantes.

Neste trabalho, temos como objetivo analisar de que formas as editoras portuguesas decidem ou não apostar na edição de livros eletrónicos e em que medida as editoras entendem o digital como ameaça ou oportunidade para o setor.

 

Download

Fonte.

 

Publicado em livros, Livros e Net | Etiquetas , , | Publicar um comentário

Rumo a uma antropologia dos leitores

 

 

rumo.png

Nome do autor: VVAA
Data: 19-11-2015

Descrição:

Se baixam os números de vendas de livros e periódicos, significa que se lê menos? Diferentemente da maioria dos inquéritos que referem só a leitura em papel, estudam-se aqui também os novos modos de ler —em computadores, tablets e telefones móveis— com as mudanças das bibliotecas, a expansão de salas de leitura, clube de livros e feiras de livros.

Esta investigação qualitativa, editada pela Fundação Telefónica, sobre como lêem os jovens e adultos de distintas gerações e níveis educativos, nas escolas, em casa ou no transporte, individualmente ou em grupos, mostra os muitos propósitos pelos quais se chega à leitura; ao explorar no quanto se lê e quando e como se lê, tornam-se visíveis as transformações desta prática.

 

Publicado em Educação, Formação, Leitura | Etiquetas , , | Publicar um comentário

Como organizar uma biblioteca escolar

be

 

 

Como organizar uma Biblioteca Escolar: Aspetos técnicos e pedagógicos

EDITA Gobierno de Navarra. Departamento de Educación y Cultura

TEXTOS Centro de Documentación del Servicio de Renovación Pedagógica
DISEÑO Asís Bastida
IMPRESIÓN Litografía Ipar, S.L.
D.L. NA: 270/2000
I.S.B.N. 84 – 235.1960 – 0

Download

Publicado em Bibliotecas, Formação | Etiquetas | Publicar um comentário

Carta de direitos humanos e princípios para a Internet

internet

 

A Carta de Direitos Humanos e Princípios para a Internet abarca todo o âmbito de direitos humanos contidos na Declaração Universal de Direitos Humanos e outros documentos que compõem a Carta Internacional de Direitos Humanos da ONU. Trata-se do resultado do trabalho de muitas pessoas e organizações ao longo dos anos e vem crescendo na medida em que outros começam a aplicar suas 21 cláusulas para situações específicas. Em 2011, a Coalizão Dinâmica para Direitos e Princípios da Internet lançou os Dez princípios Poderosos (“Ten Punchy Principles”), uma compilação de dez princípios e valores norteadores para a Carta. Esta brochura contém ambos os documentos. Na Primeira Reunião de Revisão WSIS + 10 da UNESCO, no início de 2013, a Coalizão IRP deu início à segunda fase da Carta IRPC, a “Carta 2.0”.

A versão em português da carta foi traduzida pelo Instituto de Tecnologia e Sociedade do Rio de Janeiro.

Leia e baixe o documento aqui.

Visto aqui.

Publicado em Educação, Formação, Literacia | Etiquetas | 1 Comentário

Mais diários de uma sala de aula

diarios

“Mais Diários da Sala de Aula”, coordenado por Maria Filomena Mónica , reúne vários testemunhos reais sobre o dia-a-dia nas escolas.

Download

Publicado em Educação, livros | Etiquetas | Publicar um comentário

Marco de la alfabetización digital y la alfabetización información

 

marco.jpg

REEDY, K. AND R. GOODFELLOW Digital and information literacy framework. Edtion ed., The Open University2015.

La alfabetización digital y en información, incluye la capacidad de encontrar y utilizar la información, pero va más allá para abarcar aspectos tales como la comunicación, la colaboración y el trabajo en equipo, ya que implica también cuestiones como la conciencia social en el entorno digital, el conocimiento de la seguridad de la información y la creación de nueva información. Es necesario decir que tanto la alfabetización digital, como la alfabetización informacional se fundamentan en el pensamiento crítico y en la evaluación.

Visto aqui.

Publicado em Literacia | Etiquetas | Publicar um comentário