Conversas Açorianas | Ângela Almeida

Angela.png

Clique na imagem para visionar o programa.

Constituído por 25 episódios, produzido e realizado pela Delegação do Faial, Conversas Açorianas tem autoria e apresentação de Victor Rui Dores e foi transmitido semanalmente na RTP/AÇORES.
Espaço de diálogo, debate e reflexão, em forma de entrevista, o programa tem como objetivo o de dar a conhecer algumas figuras incontornáveis dos Açores, numa perspetiva da antropologia cultural. No caso Ângela Almeida.

 

Anúncios
Publicado em Entrevistas, Literatura | Publicar um comentário

Teresa Calçada disserta sobre o (novo) perfil do aluno

Teresa Calçada nas Jornadas pedagógicas da Escola Secundária Leal da Câmara. 6/9/2017.

Publicado em Educação, Formação | Publicar um comentário

A mudança…cultura digital… cultura informal… | Cristóbal Cobo

Publicado em Entrevistas, Sociedade da Informação, tecnologia, TIC, Web | Etiquetas | Publicar um comentário

Como fazer curadoria de conteúdos e fazer uma gestão eficaz da informação

 

Dolors Reig asegura que cualquier persona que se dedique a la docencia ya no es quien lo sabe todo, sino quien filtra la información. Hablaremos sobre cómo hacerlo y sentaremos las bases que te permitirán distribuir la información de tu institución.

Publicado em Educação, Formação, Literacia informacional | Publicar um comentário

Rede(s) pessoal(ais) de aprendizagem | Formação

edmodo

Hoje, no Dia Internacional da Literacia, arrancou a formação (informal) sobre como construir uma Rede Pessoal de aprendizagem. Público alvo? Os colegas do Departamento de Línguas da EB 2-3 Conde de Oeiras.

Objetivos gerais: Aprender e ensinar no Séc. XXI. Ou não fosse a aprendizagem a grande questão…

A formação será semanal, em dia a designar. Reservamos 45 min. para o efeito, mas se esgotarmos o tema da sessão antes… termina. 🙂

Nesta primeira sessão de trabalho mostrou-se a pertinência do tema na sociedade atual e no mundo da educação em particular. Partilha e mudança, palavras chave.

Como repositório vai ser usado a Box,  já criada. O Google Classroom vai ser a plataforma de gestão da aprendizagem.

Na próxima sessão apresentaremos o Feedley, (RSS) um agregador de conteúdos e as suas características mais notáveis,  veremos como fazer a sua integração na Rede pessoal de aprendizagem, em construção.

Publicado em Formação, Literacia, Portefólio pessoal | Publicar um comentário

Marco Común de Competencia Digital Docente Septiembre 2017

marco.png

Um documento fundamental em qualquer sistema educativo. Aqui fica o espanhol.

Documento orientador para as escolas, os centros de formação e as universidades, no que concerne à formação de professores. Elementar. Faz falta.

Comienza el mes de septiembre: vuelta a los centros educativos, arranque de un nuevo curso.

En INTEF lo arrancamos con la actualización del Marco Común de Competencia Digital Docente en la que hemos estado trabajando a lo largo del verano, para poder comenzar el mes de septiembre, renovados.

Se trata de una versión actualizada, mejorada, alineada como siempre, con el Marco de Competencia Digital para la Ciudadanía (DigComp), y ahora también con el Marco de Competencia Digital para Educadores (DigCompEdu), adaptándolo a las últimas versiones europeas de éstos publicadas por JRC-Sevilla, y recogiendo además las aportaciones recibidas desde la publicación de la versión anterior, de enero de 2017, por parte de los miembros de la Ponencia de Competencia Digital Docente, a consultores expertos y a un millar de docentes de todos los niveles educativos a nivel nacional.

El Marco Común de Competencia Digital Docente septiembre 2017 está disponible tanto en español como en inglés y sus principales cambios están recogidos en esta comparativa en formato imprimible:

Comparativa de las versiones 2017 del Marco Común de Competencia Digital Docente (.pdf).

Visto aqui.

Publicado em Educação, Formação, Recursos, TIC | Publicar um comentário

O papel das práticas de ensino supervisionado | Estudo

Livro

Com o intuito de responder aos novos desafios da e educação do século XXI, esta publicação mostra um novo contributo no âmbito da formação inicial de professores.

Nesta investigação apresenta-se um estudo de cariz qualitativo onde se pretendeu analisar o papel que os modelos e estilos supervisivos, desempenhados pelos professores orientadores cooperantes durante a formação inicial, têm sobre as práticas decorrentes dos professores recém-diplomados, particularmente quanto às perceções sobre as práticas de trabalho colaborativo entre pares.

A pesquisa desenvolveu-se em escolas do 1.º, 2º e 3.º ciclo e do ensino secundário, da área metropolitana de Lisboa. Participaram neste estudo os professores recém-diplomados com seis ou menos anos de profissão e professores orientadores cooperantes.

Os resultados desta investigação indicam-nos que os modelos e estilos supervisivos desempenhados pelos professores orientadores cooperantes podem ser, uma das dimensões promotoras das práticas colaborativas nas práticas decorrentes do professores recém-diplomados com efeitos na transformação das práticas dos professores experientes e, consequentemente, na escola do futuro.

pela autora Maria Gabriela Meireles

 

Clique na imagem para ver a apresentação do livro:

issuu

 

Publicado em Educação, Formação | Etiquetas , | Publicar um comentário