El valor de la simplicidad | John Maeda

El valor de la simplicidad. John Maeda, diseñador y educador

Aprendemos Juntos 2030

Albert Einstein dio una conferencia en la que afirmó: “No se puede negar que el objetivo supremo de toda teoría es hacer que los elementos básicos irreducibles sean tan simples y tan escasos como sea posible”. Que se ha interpretado como “Todo debe hacerse tan sencillo como sea posible, pero no más simple”.

El divulgador John Maeda reflexiona en este vídeo sobre la ley de la simplicidad y los “simplificadores natos”. John Maeda ha sido diseñador gráfico, artista visual, profesor, ingeniero de software en el Instituto Tecnológico de Massachusetts (MIT) y “tecnólogo humanista”, aunque a él le gusta describirse como “un accidente”.

Fue de forma accidental como llegó al mundo de la innovación tecnológica, gracias a que uno de sus profesores acudió a la tienda de sus padres, donde él trabajaba, para instarles a que le permitieran estudiar. Su primera computadora, con la que diseñó un programa de contabilidad para el negocio familiar, supuso el comienzo de su carrera tecnológica y multidisciplinar, que va desde la ingeniería eléctrica a la informática, el arte y el diseño.

A mediados de los años 90 impulsó el Grupo de Estética y Computación del MIT, como equipo de investigación multidisciplinar, y años después dirigiría el MIT Media Lab y la Escuela de Diseño de Rhode Island. Su interés por la combinación entre el arte y el diseño computacional le han permitido una prolífica carrera como artista visual y divulgador. Entre sus publicaciones destacan ‘Creative Code’, ‘Design by Numbers’,

‘How to Speak Machine’ y ‘Las leyes de la simplicidad’, donde John Maeda plantea una forma sencilla de abordar aspectos complejos de la vida, los negocios, la tecnología o el diseño. “Aprender lo hace todo más sencillo. Alguien que sea un experto que haya aprendido algo, puede enseñarlo a otra persona. Pueden hacérnoslo más sencillo, si son simplificadores natos. Pero la mayoría de las personas no son simplificadoras natas. Nos gusta hacer las cosas más complejas porque parecemos más inteligentes”, reflexiona el autor.

Referência: (2022) Youtube.com. Available at: https://www.youtube.com/watch?v=Y_xvtcweCMI (Accessed: 27 September 2022).

Publicado em Educação, Entrevistas, Vídeos | Etiquetas | Publicar um comentário

Informatics education at school in Europe | Relatório

2022

Download | vs. espanhol |

Educating students at school in informatics is essential to equip every citizen with the basic knowledge required to participate, influence and contribute to the development of the digital world. Moreover, the digital economy, which is due to play a key role in Europe’s recovery from the pandemic, requires digitally competent citizens and workers.

Informatics is still a relatively new discipline in school education, and the name and focus of the related school subjects vary across European countries. The analysis of existing competence and curricular frameworks and the related learning outcomes in school curricula across Europe can contribute to building a shared understanding and comparability.

This report examines the subjects that, throughout primary and secondary education, include learning outcomes related to informatics in 37 European countries (39 education systems). It also looks at the qualifications of the teachers of these subjects, training programmes and other support measures available to them.

Referência: La informática en la educación escolar en Europa (2022). Available at: https://www.educacionyfp.gob.es/mc/redie-eurydice/estudios/estudios-2016-actualidad/informatics.html?utm_source=pocket_mylist (Accessed: 27 September 2022).

Publicado em Educação, tecnologia | Etiquetas | Publicar um comentário

AI and education: guidance for policy-makers

2021 | UNESCO

Download |

1. Introduction

Within just the last five years, because of some prominent successes and its disruptive potential, artificial intelligence (AI) has moved from the backwaters of academic research to the forefront of public discussions, including those at the level of the United Nations. In many countries, AI has become pervasive in daily life – from smartphone personal assistants to customer support chatbots, from recommending entertainment to predicting crime, and from facial recognition to medical diagnoses.

Referência: (2022) Unesdoc.unesco.org. Available at: https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000376709 (Accessed: 25 September 2022).

Publicado em ebook, Inteligência artificial | Etiquetas | Publicar um comentário

“Estratégias de apresentação de opinião em alunos de ensino básico e secundário: a abertura e a introdução” | Artigo

2022 | Carla Marques

Download |

RESUMO

O presente artigo propõe um estudo do texto de opinião oral e visa identificar algumas dimensões ensináveis deste género textual, no quadro do Interacionismo sociodiscursivo. Partindo da análise de um corpus de textos orais produzidos por alunos do 5.º, 7.º e 10.º ano, atentamos, particularmente, nas secções abertura e introdução, considerando ainda as subpartes que as integram, com vista a sinalizar as secções / subpartes consideradas pelos alunos. Pretende-se, deste modo, identificar os movimentos textuais não desenvolvidos e as características daqueles que são apresentados, o que permitirá clarificar os conteúdos que a escola deve trabalhar explicitamente com vista à promoção de abordagens didáticas que contemplem as várias dimensões da oralidade.

Referência: (2022) Media-exp1.licdn.com. Available at: https://media-exp1.licdn.com/dms/document/D4D1FAQFp8NybtPCjcw/feedshare-document-pdf-analyzed/0/1663959442686?e=1665014400&v=beta&t=w47OC1aJWxkHObcJhYOyP1NZsI8htVjSMVdrPTix9FY (Accessed: 25 September 2022).

Publicado em Artigos | Publicar um comentário

Reimaginar os nossos futuros juntos: um novo contrato social para a educação

2022

Download |

Um novo contrato social para a educação

Nossa humanidade e o planeta Terra estão ameaçados. A pandemia serviu apenas para provar nossa fragilidade e nossa interconectividade. Agora, são necessárias ações urgentes, realizadas em conjunto, para alterar o rumo e reimaginar os nossos futuros.

Este Relatório da Comissão Internacional sobre os Futuros da Educação reconhece o poder da educação para realizar mudanças profundas. Enfrentamos um desafio duplo para cumprir a promessa não cumprida de assegurar o direito à educação de qualidade para cada criança, cada jovem e cada adulto, e realizar de forma plena o potencial transformador da educação como um caminho para futuros coletivos sustentáveis. Para fazer isso, é necessário um novo contrato social para a educação, que possa reparar as injustiças enquanto transforma o futuro.

Este novo contrato social deve se fundamentar nos direitos humanos e se basear em princípios de não discriminação, justiça social, respeito à vida, dignidade humana e diversidade cultural. Deve abranger uma ética de cuidado, reciprocidade e solidariedade. Deve fortalecer a educação como um esforço público e um bem comum.

Este Relatório, elaborado durante dois anos e fundamentado em um processo de consulta global – que envolveu cerca de um milhão de pessoas –, convida governos, instituições, organizações e cidadãos de todo o mundo a idealizar um novo contrato social para a educação, que nos ajude a construir futuros pacíficos, justos e sustentáveis para todos.As visões, os princípios e as propostas aqui apresentados são apenas um ponto de partida, e traduzi-los e contextualizá-los é um esforço coletivo. Muitos pontos de luz já existem, e este Relatório tenta captá-los e construir a partir deles; não é um manual nem um plano de ação, mas uma abertura para um diálogo vital.

Referência: (2022) Unesdoc.unesco.org. Available at: https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000381115 (Accessed: 18 September 2022).

Conteúdo relacionado:

Publicado em ebook, Educação | Etiquetas , | Publicar um comentário