Ferramentas para o desenho curricular contemporâneo

Fisher, Mike. Digital Learning Strategies: How do I assign and assess 21st century work?. Virginia USA: ASCD. ISBN-13: 978-1-4166-1864-5, 2013

Fisher, Mike. Digital Learning Strategies: How do I assign and assess 21st century work?. Virginia USA: ASCD. ISBN-13: 978-1-4166-1864-5, 2013

O livro explora os tipos de tarefas em que vale a pena participar em linha, como os professores e estudantes podem aproveitar as interações globais para melhorar o seu trabalho, e como os professores podem avaliar projetos digitais e outros trabalhos. Michael Fisher dá conselhos práticos sobre o rigor e a relevância, a cidadania digital, a avaliação formativa e cursos digitais.

O desenho curricular contemporâneo implica múltiplas facetas: a utilização de habilidades do século XXI, o uso das ferramentas digitais, a colaboração com outros à volta do mundo, tarefas de rendimento, e mais. Conseguir que estas ferramentas curriculares se integrem no ensino implica que os professores criem hábitos profissionais à volta das novas formas de renovação do pensamento e das metodologias empregadas.

Herramientas digitales de aprendizaje

Ferramentas digitais de aprendizagem

No seu livro Digital Learning Strategies, Mike Fisher faz quatro considerações para a renovação do ensino através dos meios digitais:

1. Os estudantes devem demonstrar o que aprenderam. A avaliação não deve dizer mais sobre o uso de uma ferramenta do que sobre o trabalho do estudante.

2. Os estudantes devem demonstrar competências de conteúdo. O seu novo produto deve refletir o conhecimento dos conteúdos que se tenham aprendido e as múltiplas zonas cognitivas envolvidas durante o processo de aprendizagem.

3. Os estudantes devem refletir o aprendido na seleção das ferramentas utilizadas. Os estudantes devem ser capazes de articular e defender as suas opções sobre a seleção de determinadas ferramentas, a inclusão de conteúdos e graus de interação com o público e como essas decisões afectam o produto resultante.

4. Os estudantes devem dar crédito a quem crédito merece. Devem saber as questões fundamentais acerca dos direitos de autor, das licenças Creative Commons, e como pesquisar e utilizar os conteúdos mais adequados, fazendo a devida atribuição aos recursos dos meios de comunicação que utilizam.

Este livro de 42 páginas dá conselhos sobre ações concretas a levar a cabo em relação às estratégias de ensino, incluindo exemplos de trabalhos de alunos quando é apropiado assignar um trabalho digital, assim como os fatores a ter em conta para a avaliação do trabalho digital.

Sobre Jorge Borges

Professor.
Esta entrada foi publicada em Educação, Formação com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s