Podemos ajudar (os nossos filhos) em casa?

Há numerosas oportunidades para contribuir para formar leitores competentes e críticos na Web. Não se deixe levar pela aparente facilidade que têm as crianças para manejar estes meios, porque a compreensão dos textos digitais levanta-lhes dificuldades para as quais podem precisar de ajuda.

Alguns conselhos:

  • Antecipar-se. É recomendável que os pais conheçam ou estejam familiarizados com os sítios que costumam frequentar as crianças ou os adolescentes. Eles têm os seus favoritos, que visitam frequentemente, mas podem estar abertos a alguma sugestão nossa. Por outro lado, se estamos habituados a consultar espaços para eles, estaremos em melhores condições de resolver as dúvidas que possam surgir.
  • Acompanhar, navegar juntos. Há certos hábitos e dificuldades que não conheceremos se não estivermos perto deles quando navegam. Podemos aproveitar qualquer momento mais distendido para propor-lhes fazer algo juntos na Web.
  • Fazer preguntas em voz alta. Quando navegamos com eles, pode ser útil formular algumas perguntas. Não se trata só de saber se conhecem a resposta, mas sim de que se habituem a fazer perguntas semelhantes quando naveguem sós (quem terá escrito isto? a quem se dirige? estará certo este dado? em que outro lugar podemos averiguá-lo?…).
  • Ter regras. É necessário que entendam que a navegação e a comunicação pela Internet se regem por convenções que convém respeitar e que nem sempre são explícitas. Comentar estas normas nas situações concretas em que são necessárias (quando navegamos, escrevemos, fazemos consultas…) é a melhor forma de que as fiquem a conhecer e as comecem a pôr em prática.
  • Tomar a iniciativa. Nem sempre há que esperar pelas suas dúvidas, há numerosas desculpas que podemos aproveitar para utilizar estas ferramentas e praticar as suas habilidades: organizar una excursão, preparar os convites de companheiros, escolher um livro ou uma prenda para amigos, fazer pequenas investigações sobre os seus temas favoritos, aprender algo sobre o último filme, organizar o acampamento de verão… Em todas elas terão que atuar como leitores e escritores digitais.

Fonte.

Sobre Jorge Borges

Professor.
Esta entrada foi publicada em Bibliotecas com as etiquetas , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s