Metodologia comum para explorar e medir o comportamento leitor: O encontro com o digital

O presente documento tem como base a Metodologia comum para explorar e medir o comportamento leitor, publicada pelo CERLALC (Centro Regional para el Fomento del Libro en América y el Caribe) em 2011, que complementa e atualiza. Incorpora as discussões e reflexões surgidas na mesa de especialistas «Indicadores de leitura, livro e desenvolvimento», celebrada na Cidade do México, com o apoio do Conselho Nacional para a Cultura e as Artes (Conaculta), nos dias 8, 9 e 10 de setembro de 2014, para que foram convocados pelo CERLALC. Em setembro de 2011, o CERLALC deu a conhecer a Metodologia comum para explorar e medir o comportamento leitor, cuja publicação coincidiu com a celebração do quadragésimo aniversário do Centro.Tratou-se da primeira proposta metodológica que conheceu a região ibero americana para, através de um questionário, encontrar indicadores comuns para explorar o comportamento leitor. Desde a sua publicação, a metodologia serviu de guia para os estudos deste tipo que se levaram a cabo na Argentina (2011), Brasil (2011), Chile (2014), Colômbia (2012 y 2014), Equador (2012) e Venezuela (2012).

Com este propósito em mente, incluiu-se no Programa Técnico do Centro para o biénio 2014-2015 o projeto «Programa regional de indicadores de leitura, livro e desenvolvimento», cujo objetivo principal foi rever, para ampliar o seu alcance, a mencionada Metodologia comum para explorar e medir o comportamento leitor do ano 2011. Três anos depois a complexidade para fazer uma delimitação conceptual do amplo universo de práticas leitoras continua a ser a mesma. Talvez ainda maior, se se tem em conta que tendem a fazer-se mais usuais as experiências de leitura descontinuas e fragmentárias, tão afastadas dessa imagem arquetípica que se tem do leitor e da leitura.

Esta metodologia para explorar e medir o comportamento leitor oferece uma orientação acerca daquilo que poderia considerar-se imperioso se a metodologia aplicada pretende auscultar a pluralidade de práticas de leitura e identificar o papel dos diversos atores sociais e contextos nos processos de adopção de comportamentos e de evolução das práticas, assim como entender a estrutura de factores sociais, culturais e económicos que interatuam com as motivações pessoais e com os coletivos identitários para configurar os comportamentos de consumo cultural.

Fonte.

Sobre Jorge Borges

Professor.
Esta entrada foi publicada em Leitura, Metodologia com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s