Artificial intelligence: how clever do we want our machines to be?

The theory of artificial intelligence is already fact in some financial and transport sectors, yet as its uses become more widespread – and perhaps threatening – how do we ensure we control it rather than vice versa? ()

Advertisements

Sobre Jorge Borges

Professor.
Esta entrada foi publicada em Inteligência artificial com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s