A experiência uruguaia – Projecto “One Laptop Per Child”

Projecto “One Laptop Per Child”

Projecto “One Laptop Per Child”

Recentemente foi publicado o livro Plan Ceibal no qual participaram um bom número de autores a convite de  Roberto Balaguer, um dos líderes do projecto OLPC One Laptop Per Child no Uruguai.

Na publicação apresenta-se uma análise a partir do ponto de vista de referências em educação e tecnologia sobre esta experiência inédita. Uruguay é o primeiro país que instala o projecto One Laptop Per Child (OLPC) para todos as crianças que frequentam o ensino público.

Roberto Balaguer explicou que esta obra procura mostrar alguns pontos de vista sobre o Plan Ceibal,  desde  o Uruguai e desde o exterior, através de pessoas de referência na área tecnológico-educativa da Argentina, México, Espanha, Estados Unidos e Uruguai. Neste sentido, convidaram-se a participar Fernando Garrido, Edgar Gómez Cruz, Tíscar Lara, Guillermo Lutzky, Mónica Báez, Graciela Rabajoli, Alicia Kachinovsky, Octavio Islas, John Moravec y Miguel Brechner; os quais desde os seus respectivos lugares analisam o que entendem pelos modelos OLPC, como o visualizam, que benefícios e alcances tem o Plan CEIBAL.

ÍNDICE DO LIVRO

1. Roberto Balaguer (Uruguay) “Plan Ceibal: Los ojos del mundo en el primer modelo OLPC a escala nacional”.

2. Fernando Garrido (España) “¿Otra vez el mismo error? OLPC, Determinismo Tecnológico y Educación”.

3. Edgar Gómez Cruz (México) “Domesticación de la Tecnología: una aproximación crítica al proyecto de OLPC”.

4. Tíscar Lara (España) “Aprender a ser ciudadano desde las prácticas digitales”.

5. Guillermo Lutzky (Argentina) “La Escuela Digital, un cambio obligatorio para los modelos 1 a 1”.

6. Mónica BaezGraciela Rabajoli (Uruguay) “La escuela extendida. Impacto del Modelo CEIBAL”.

7. Alicia Kachinovsky (Uruguay) “La Universidad de la República en tiempos del Plan Ceibal”.

8. Octavio Islas (México) “Retos que representa la enseñanza en el imaginario de la “Generación Einstein”.

9. Cristóbal Cobo (México) “Aprendizaje de código abierto”.

10. Raúl Trejo Delarbre (México) “Un niño para cada laptop”.

11. John Moravec (EEUU) “¿Y ahora, qué?”.

12. Miguel Brechner (Uruguay) “Los Tres Si”.

Anúncios

Sobre Jorge Borges

Professor.
Esta entrada foi publicada em Brecha Digital, Educação. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s