60% das crianças e jovens têm televisão no quarto (8-18 anos)

Jovens estão cada vez mais dependentes da TV, do telemóvel e da Internet, dando origem a uma nova cultura do “quarto de dormir”

Mais de 90 por cento das crianças e jovens têm pelo menos duas televi­sões em casa e seis em cada dez têm uma no quarto, tal como acontece com uma percentagem semelhante de pais. Os aparelhos estão na sala, mas também na cozinha e noutras divisões. Só que esta já não é a “lareira electrónica” à volta da qual se reúne a família.

“Há uma tendência para o uso independente dos aparelhos de te­levisão que se afasta do paradigma do seu uso familiar”, dizem os auto­res do estudo E-Generation: Os Usos de Media pelas Crianças e Jovens em Portugal, de 2007. Os investigadores do ISCTE Rita Espanha e Tiago Lapa inquiriram uma amostra representa­tiva de miúdos entre os 8 e os 18 anos e chegaram à conclusão que, apesar de continuar “omnipresente” (em mais de metade dos lares existem três ou mais aparelhos), a televisão perdeu o seu lugar central, com os jovens a dividirem o seu tempo e atenção com outros meios e tarefas, como o computador, o leitor de MP3 ou o telemóvel.

A televisão pode até estar sempre ligada, com 91 por cento dos inquiri­dos a dizer que assim é às horas das refeições. Metade admite até que o aparelho está a funcionar mesmo quando ninguém está a ver. O que acontece é que, também muitas ve­zes, cada elemento da família a utiliza no seu espaço, originando “novas for­mas de organização familiar e modos de organização geográfica das activi­dades familiares”.

E se a vida dos jovens se está “a des­locar do público para o privado”, por causa do “declínio da cultura de rua e do convívio familiar”, uma vez em casa é no quarto que os mais novos passam muito do seu tempo. Os auto­res do estudo falam mesmo na “emer­gência de uma cultura do ‘quarto de dormir’, onde os jovens tendem a concentrar no seu reduto mais pri­vado os media que utilizam”.

“Esta forma de estar, o isolamento dos jovens no seu próprio quarto, já existia nas gerações anteriores. Mas agora os jovens têm ao seu dispor vá­rios meios (televisão, telemóveis, Internet) que lhes dão entretenimento e lhes permitem também prolongar as relações com outros jovens sem sair de casa”, comenta Rita Espanha.

in Público, 3 de Junho de 2008

Anúncios

Sobre Jorge Borges

Professor.
Esta entrada foi publicada em Educação, Internet, Recursos, Sociedade da Informação, tecnologia, TIC. ligação permanente.

Uma resposta a 60% das crianças e jovens têm televisão no quarto (8-18 anos)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s